height="0" width="0" style="display:none;visibility:hidden">
top of page

Como a psicologia pode ajudar um idoso?

Cada vez mais a psicologia vem trabalhando para promover o bem-estar do idoso, auxiliando no enfrentamento das mudanças que acompanham o processo de envelhecimento.



Neste campo de estudo multidisciplinar, profissionais da saúde de diferentes formações podem contribuir com estudos de prevenção e intervenção na saúde do idoso, sendo o objetivo final garantir uma melhor qualidade de vida, promovendo um envelhecer saudável e até o tratamento ou reabilitação do idoso que esteja enfrentando algum tipo de doença.

O processo de envelhecimento impacta no comportamento orgânico, demandando abordagens diferenciadas, assim como crianças e jovens apresentam especificidades que são tratadas por medicinas específicas. Sendo assim, é de suma importância cuidar do idoso de forma distinta, tendo sempre em vista a psicologia ideal para o seu cuidado. Pensar nessa fase da vida como sendo ainda produtiva e possível de ser bem vivida é fundamental para seu bem-estar físico, social e psicológico.


A gerontologia na terceira idade

Com foco em promover a saúde, realizando um trabalho de prevenção e tratamento de doenças que ocorrem especificamente em pessoas da terceira idade, esta área da medicina conta com profissionais que fornecem toda a assistência necessária ao idoso. Seu papel no geral é aperfeiçoar a execução de atividades para garantir uma melhoria na qualidade de vida dos idosos, com foco na autoestima, saúde e o acesso a uma vida plena.


Qual a importância da Avaliação Neuropsicológica em idosos?

Quando falamos de Neuropsicologia, falamos em identificar se as habilidades cognitivas, que são a atenção, linguagem, memória, percepção visual e outras funções executivas, estão de acordo com aquilo que é esperado para a faixa etária em que o idoso se encontra ou se elas estão apresentando algum prejuízo além do esperado para a idade do paciente.

O cérebro envelhece e então algumas habilidades cognitivas podem se alterar. Por exemplo, é comum um idoso ficar mais lento, a qualidade da atenção ser um pouco mais limitada, ou até mesmo haver alguma dificuldade ou alteração de velocidade no processamento de respostas, mas isso só até certo ponto. Não é esperado que isso seja tão intenso e nem é esperado que ele tenha dificuldades significativas para gravar novas informações, obter raciocínios e assim por diante.


Nosso Residencial para Idosos conta com profissionais qualificados atuantes em Psicologia, como a Ana Paula Brasil, especialista em Neuropsicologia, Gerontologia e vinculada à Bem Viver, empresa especializada em fisioterapia geriátrica, parceira a mais de 10 anos da Casa da Vila Mariana. Esta é mais uma das diversas outras áreas para cuidado com idosos em nosso residencial, desenvolvida para que a rotina diária de atividades tornem o idoso mais ativo, melhorando sua auto estima, sua qualidade de vida e atribuindo a oportunidade de se manter em convívio social.


Faça-nos uma visita, teremos o maior prazer em te apresentar nossa proposta de cuidado e melhoria da qualidade de vida do seu familiar idoso, quer seja para moradia, quer seja para ele passar o dia conosco, interagindo com outros idosos e realizando atividades diversas!

15 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page